Descubra agora como otimizar a produção de cana-de-açúcar

4 minutos para ler

O grande crescimento alcançado pela agricultura brasileira resulta da melhoria de sua produtividade, muito mais do que da extensão das áreas cultivadas. A produção de cana-de-açúcar também acompanha essa evolução.

Com adoção de tecnologia e atenção à prática de técnicas já consagradas com excelentes resultados, o produtor pode elevar os níveis de produtividade de sua lavoura. Afinal, é justamente isso que o agronegócio almeja.

Continue a leitura e descubra como otimizar a produção de cana-de-açúcar.

Dar atenção ao pré-plantio

Em algumas culturas, em especial naquelas que fornecem sucessivas safras antes de um novo plantio, os cuidados anteriores ao plantio devem merecer toda atenção. Assim ocorre com a cana-de-açúcar, na qual a atenção ao pré-plantio com um bom preparo do solo pode fornecer bons resultados.

Nesse sentido, considere as seguintes fases do cultivo:

  • amostragem do solo;
  • análise do solo;
  • correção do solo;
  • adubação do solo;
  • definição do sistema de plantio.

Leve em conta que uma amostragem do solo feita corretamente, seguida da análise respectiva, é capaz de fornecer boas diretrizes para correção e adubação. Assim, corrigir as condições da acidez do solo e fornecer os fertilizantes adequados à cultura em função do solo local vai dar boas respostas.

Escolher máquinas e implementos mais adequados à cultura

O agronegócio vem crescendo sucessivamente no Brasil. Seguindo esse movimento, a indústria de máquinas e implementos agrícolas coloca no mercado, a cada ano, equipamentos sempre mais específicos e mais eficientes.

Assim, para as diversas fases da cultura existem máquinas mais adequadas, cujo rendimento fará diferença na colheita. Avaliar essas especificidades e otimizar o planejamento na aquisição do maquinário dará sua contribuição para otimizar a produção.

Adotar a tecnologia como aliada

A tecnologia no agronegócio revolucionou o trabalho no campo. A precisão nos cálculos aprimora o planejamento e traz economia no uso dos recursos.

Por sua vez, módulos de controle para o maquinário resultaram em maior facilidade na regulagem, na operação e até na manutenção das máquinas e equipamentos agrícolas. Assim, se destaca, por exemplo, o emprego de sistemas de controle eletrônico nos adubadores de precisão e semeadores a lanço.

Nessa esteira, surge a Agricultura 4.0 e a Agricultura de Precisão, capazes de avaliar com detalhes antes inacessíveis, por exemplo, as condições de fertilidade do solo. Dessa forma, pode-se fornecer o que realmente é necessário e na condição e quantidade específicos para a cultura e o modo de cultivo.

Usar o sistema de plantio de muda pré-brotada

O sistema tradicional de plantio da cana-de-açúcar faz uso de colmos colhidos, cortados e transportados até a área de plantio. Todas essas manipulações danificam muitas gemas, reduzindo o rendimento da brotação e, por essa razão, exigindo o plantio de quantidades maiores.

A utilização da muda pré-brotada de cana (MPB) reduz significativamente essas perdas. Produzidas a partir de colmos selecionados e tratados, com apenas uma gema, as mudas iniciam o crescimento em um viveiro.

Com a idade de dois meses, já podem ser levadas para o campo, para o plantio definitivo. Com isso, as perdas são bem menores e as quantidades exigidas também, o que reduz os custos com transporte e mão-de-obra.

Com a utilização dessas dicas, o agricultor pode otimizar sua produção de cana-de-açúcar e dispor dos benefícios resultantes. Ressalte-se, sobretudo, o uso da tecnologia no campo, que praticamente todos anos oferece novas soluções para o agronegócio.

Gostou das informações do artigo? Continue conosco em nossas redes sociais: Facebook e Linkedin.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-