6 dicas para fazer o correto armazenamento de sementes

7 minutos para ler

O aprimoramento genético de organismos vivos, como as sementes, proporciona aumento de produção, reduz custos e combate a proliferação de pragas e doenças. Além disso, quando as sementes estão em boa qualidade, aumentam a performance e evitam problemas expressivos na colheita. Porém, para garantir a produtividade na agricultura e manter o alto nível de desempenho, é preciso realizar corretamente o armazenamento de sementes.

Um dos principais componentes responsáveis pela eficiência na lavoura é a semente. Se estiverem em boas condições, elas oferecem uniformidade na lavoura, permitindo que todas as plantas se desenvolvam igualmente e estejam no mesmo estado de maturação. Isso impacta diretamente a qualidade e o vigor do produto final. Além disso, sementes geneticamente modificadas são capazes de combater infestações, como as de insetos, e evitar perdas na colheita.

Por isso, o armazenamento correto das sementes é fundamental para melhorar a produtividade e evitar prejuízos. Neste post, vamos dar dicas de como realizar esse processo de forma a garantir a qualidade do plantio. Continue a leitura!

Saiba como fazer o armazenamento de sementes

O armazenamento de sementes é necessário para a rapidez no estabelecimento da plantação e para o aumento máximo do potencial produtivo, elevando o rendimento desse insumo agrícola. Mas, para isso, é fundamental ter conhecimento e realizar investimentos tecnológicos em todo o sistema agrícola. Veja, a seguir, algumas dicas de como fazer o armazenamento certo e evite problemas na sua lavoura.

1. Verifique a temperatura correta

Um dos fatores mais importantes para o armazenamento correto das sementes é a temperatura. Para prolongar a qualidade, a maioria pode ser conservada a uma temperatura média de 25°C. Porém, alguns grãos, como soja e milho, necessitam de uma temperatura em torno dos 20°C. Locais com boa ventilação são recomendados para todo tipo de semente.

Nas regiões mais quentes do país, é aconselhável utilizar o ar-condicionado para o controle da temperatura do ambiente. Isso reduz os danos e evita interferência no seu potencial germinativo.

2. Proteja da umidade

As sementes devem ser guardadas em locais secos, bem ventilados, frescos e fora da luz direta do sol. Por isso, o indicado é que sejam armazenadas em local fechado e com isolamento térmico. Isso permite controlar a umidade relativa do ar, evitando que as sementes ressequem e tenham as suas condições ideais comprometidas.

O local para armazenamento das sementes não deve apresentar vazamentos, goteiras ou umidade nas paredes para garantir a integridade desses elementos. O lugar mais adequado para guardá-las é onde a temperatura e a umidade do ar não ultrapassem 45°C. O fator umidade, quando controlado corretamente, pode duplicar ou até quadruplicar a durabilidade.

3. Preserve a circulação do ar

Como vimos, as sementes precisam ser armazenadas em locais bem ventilados e com boa circulação de ar. Mas é preciso ter cuidado para que a umidade gerada do lado de fora do ambiente não prejudique o interior e influencie o estoque. Os galpões que recebem ventilação de forma agradável devem ter prioridade para estocagem. Além disso, é importante armazenar as sacarias com as sementes em distâncias seguras para evitar os riscos de desperdício.

Elas devem ficar longe do teto cerca de 1,5 m, e das paredes, no mínimo, 0,5 m para garantir a ventilação e evitar oscilação térmica. Os sacos nunca devem ser colocados diretamente no chão, mas, sim, sobre pallets de madeira. Dessa forma, não absorverão muita umidade e não prejudicarão a qualidade das sementes. Além disso, o filme plástico que envolve as sacarias deve ser retirado apenas quando elas estiverem no local definitivo de armazenamento.

4. Escolha as embalagens certas

Uma tendência para armazenar os sacos de sementes é o contêiner. Além de ser fácil de limpar, ele dificulta a entrada de umidade e mantém a temperatura adequada para a conservação. Com o contêiner, o agricultor não precisa construir ou alugar galpões e tem a possibilidade de contratar as peças, de outras empresas, apenas no tempo que for necessário.

Um contêiner de 76 m² pode armazenar mais de 2.000 sacos de 20 kg. Eles são duráveis e resistentes, permitem a instalação de ar-condicionado e, também, podem ser utilizados apenas em momentos de emergência. Em caso de intempéries climáticas, por exemplo, o produtor pode realocar as suas sementes em um contêiner, evitando a perda da qualidade dos insumos.

5. Tenha atenção ao período máximo de armazenamento

As sementes são divididas de acordo com a sua longevidade, ou seja, o tempo máximo que elas sobrevivem quando são acondicionadas nas condições ideais. Geralmente, sementes de média ou longa durabilidade têm vida longa, à medida que são reduzidas a temperatura ambiente e a sua quantidade de água.

Quando armazenadas corretamente, as sementes podem durar anos, porém é recomendável que sejam usadas em um período de seis meses a um ano. Após esse tempo, elas começam a perder força. Tratamentos químicos para prolongar a vida útil das sementes são possíveis, porém custam caro e devem ser realizados sempre por profissionais com conhecimento de química laboratorial.

6. Mantenha a limpeza adequada

Outro ponto relevante para garantir o armazenamento correto das sementes é a realização de limpezas periódicas do local onde elas se encontram. A higienização deve ser feita antes mesmo de as sacarias entrarem no galpão e durante todo o período que por lá permanecerem.

Os grãos que caírem no chão devem ser retirados para evitar a proliferação de roedores e de outros bichos que podem prejudicar o processo. É fundamental monitorar e combater pragas, como fungos e traças, para manter a qualidade do armazenamento.

Entenda qual o uso correto de fertilizantes e sementes

Outro insumo agrícola muito importante é o fertilizante, que melhora as condições de plantio e de produtividade. Porém, é preciso realizar a aplicação certa para não prejudicar a colheita. O valor de dosagem adequado de fertilizantes e sementes oferece muitas vantagens para a plantação.

Entre elas, estão o aumento dos recursos nutritivos para as plantas, o evitamento da toxidez do solo e a melhora da produtividade da lavoura. Além disso, saber dosar esse insumo evita o desperdício de fertilizantes e perdas financeiras.

Como vimos, o processo de armazenamento tem papel fundamental no sistema produtivo da agricultura. Sementes são os principais elementos para o desenvolvimento da lavoura e necessitam de cuidados especiais por serem sensíveis ao meio ambiente. As condições adequadas de acondicionamento favorecem a germinação e garantem a qualidade da colheita.

O correto armazenamento de sementes impacta diretamente o desempenho desses insumos na plantação e nos atributos do produto final. Além disso, a dosagem certa de fertilizantes pode oferecer um nível satisfatório na produção.

Quer saber mais sobre a importância da dosagem de fertilizantes e sementes? Acesse o link e descubra quais os principais benefícios para a produção agrícola com a aplicação correta desses insumos!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-