Aprenda como reduzir o desperdício de fertilizantes e sementes na agricultura

7 minutos para ler

Desperdícios são prejudiciais em todos os setores. No agronegócio, não é diferente, embora aconteçam com bastante frequência. No caso das sementes e fertilizantes, insumos de grande relevância para o produtor rural, vale dizer que podem muito bem ser usados de forma eficaz, evitando perdas e consequentes prejuízos financeiros.

Manter a produtividade em alta deve sempre ser o foco. Ainda mais quando falamos do grande celeiro que é o Brasil. Para ter uma ideia, uma pesquisa feita por duas instituições estrangeiras comprovou que a produção agrícola da América Latina e do Caribe podem acabar com a fome no mundo até 2025.

Só que, para que isso se transforme mesmo em realidade, é fundamental eliminar alguns fatores, como o desperdício de fertilizantes e sementes. É sobre esse assunto que vamos tratar neste artigo. Leia e descubra o que fazer!

Por que é importante reduzir o desperdício na agricultura?

Um dos motivos para evitar o desperdício de fertilizantes e sementes, como já observado, tem a ver diretamente com o excelente alcance da produtividade. Afinal de contas, se a agricultura latino-americana pode efetivamente acabar com a fome no planeta, é mais que urgente encontrar formas para não desperdiçar insumos tão valiosos! É um motivo que envolve o futuro de toda a humanidade.

Mas existem, além desse, motivos mais pessoais para tomar ações de prevenção contra os desperdícios. Eles geram graves prejuízos financeiros para o produtor. Em lavouras de feijão e ervilha, por exemplo, uma aplicação incorreta de fertilizantes, como a cal, pode gerar uma queda nos rendimentos de até 30%.

Considerando o agronegócio como uma empresa, vemos que fertilizantes e sementes são a matéria-prima. Matéria-prima não pode ser desperdiçada porque representa a base do trabalho do empreendedor. São itens que, se forem usados de forma inadequada, podem comprometer a produtividade. Imagine que estoque muito lotado é capital de giro imobilizado, ou seja, dinheiro parado que poderia ser investido em outras coisas.

Muitas sementes estocadas podem gerar perdas se não forem acondicionadas corretamente. A temperatura e o clima influem muito na conservação das sementes. Muita umidade, por exemplo, pode estragar ou comprometer a eficiência de algumas sementes, bem como o calor excessivo. Há patógenos que afetam a saúde do insumo.

De forma similar, a aplicação de mais ou de menos fertilizantes podem gerar resultados insatisfatórios, promovendo uma produção de qualidade inferior. O excesso, tanto quanto a escassez, tende a gerar problemas para a lavoura. Daí, a necessidade de usar a dosagem certa.

Como reduzir o desperdício de fertilizantes e sementes?

Na agricultura, o desperdício da semente começa por ocasião do plantio. Ainda é comum que a falta de informação sobre como efetuar a semeadura corretamente (especialmente no que se refere à germinação e ao vigor) influenciem no desperdício de fertilizantes e sementes. 

Como já vimos, o armazenamento adequado é fundamental para garantir a conservação das sementes. Mas existem etapas anteriores e posteriores que também são relevantes. O transporte nacional ainda está muito restrito ao modal rodoviário, o que contribui para o desperdício maior a cada ano. O transporte rodoviário também não é uma das opções mais rentáveis, se comparada a outras soluções (ferrovias, hidrovias), por causa dos riscos nas estradas, onde circulam muitos caminhões.

Na colheita, a falta de regulagem das máquinas é um fator relevante. Sem a regulagem precisa, a colhedora tende a aumentar os erros e a velocidade de manuseio, pois a máquina não consegue realizar adequadamente a limpeza necessária por meio da debulha, o que gera desperdício.

Outro problema é se a maturação da lavoura for muito levada, não sendo possível colher no tempo ideal, antes mesmo da maturação natural, por causa da falta de planejamento na hora de plantar.

Para reduzir o desperdício, convém tomar cuidados como:

  • contar com uma colhedora bem regulada e ajustada (as novas máquinas necessitam de regulagem para cada operação);
  • transportar as sementes em caminhões com carroceiras bem vedadas, diminuindo perdas no trajeto;
  • realizar um correto armazenamento de forma a evitar o desenvolvimento de patógenos devido à umidade;
  • monitorar toda a plantação, ajudando na tomada de decisões, otimizando a produção e a qualidade dos produtos colhidos;
  • dosar corretamente os fertilizantes, considerando sempre a amostra do solo (essa análise contribui para escolher o nutriente mais adequado e a quantidade mais apropriada);
  • praticar a agricultura de precisão, que otimiza a adequação do plantio, depositando as sementes da melhor forma, reduzindo a competição entre as plantas e o total de sementes na lavoura.

A tecnologia é um importante aliado na redução do desperdício de fertilizantes e sementes. Ela reduz a quantidade de produtos aplicados na lavoura em todas as etapas da cultura, monitora o trabalho, reduz falhas como a falta de sementes no plantio, melhora a logística e o período de regulagem, podendo fazer mapas de taxas variáveis, projetando uma melhor disponibilidade conforme o tipo de solo e a fertilidade do talhão. A seguir, damos alguns exemplos de ferramentas tecnológicas que podem ajudar a diminuir e eliminar perdas:

FS Controller TXF 100

É um sistema de controle eletrônico que permitem a agricultura de precisão na aplicação de fertilizantes e no uso de sementes. O TXF 100 baseia-se em um motor elétrico robusto e pode ser usado ao distribuidor de adubo e aos propagadores de sementes de forma individual ou por seções de até 7 dosadores do adubo FertiSystem.

O sistema permite monitorar os procedimentos de semeadura, oferecendo as informações necessárias.

FS Controller VRA PRO

Um sistema que ajuda a aplicação do adubo em taxas variáveis e de forma contínua, conforme as necessidades de cada ponto da lavoura. Isso oferece vantagens econômicas, sociais e ambientais.

Com o VR PRO, o agricultor evita a aplicação excessiva em determinados pontos, onde é desnecessária, e a aplicação insuficiente em outros pontos. Essa é a principal característica da adubação em taxas variáveis.

Aplicativo Dose Certa

É um aplicativo que calcula a dosagem correta de fertilizante considerando a coleta do fertilizante adquirido pelo produtor.

A partir das informações, o Dose Certa realiza o cálculo certo da dosagem auferida e um hectare de plantio, respeitando as orientações agronômicas, contribuindo para otimizar a produtividade na medida em que evita a ausência ou o desperdício de fertilizantes.

ETD

ETD é uma tabela eletrônica de dosagem para sementes e fertilizantes. Ela substitui a tabela impressa convencional das máquinas. Informa a configuração correta das engrenagens conforme as características do insumo.

O sistema permite controlar as horas de trabalho efetivo da máquina a máxima velocidade alcançada durante o plantio e o total de hectares trabalhados.

FertiSystem Auto-Lub AP NG

É um instrumento de precisão que permite uniformizar a aplicação de fertilizantes para as linhas de plantio. É importante verificar a apresentação selecionada de acordo com o sentido de giro e tipo de sem-fim, tanto quanto o lado de montagem do mancal.

Somente reduzindo o desperdício de fertilizantes e sementes, o produtor rural consegue melhorar seu negócio, aproveitando completamente o potencial de sua lavoura e evitando prejuízos financeiros. Para obter esse controle, é fundamental seguir algumas técnicas e aplicar tecnologia apropriada.

O que achou dos produtos apresentados? Já experimentou alguns deles? Entre em contato com a FertiSystem para conhecer mais detalhes sobre eles e obter mais informações que julgar necessárias. A equipe terá o maior prazer em te atender e explicar todas as suas dúvidas!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-